Quantos já tiveram coragem de ler...

Hit Counter

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Crash Tests veiculos fabricados no Brasil VI

O Saudoso Vectra B


Saudades deste carro que para mim foi um expoente da modernidade em solo Brasileiro. 

No Crash test Realizado em 1997 pelo NCAP o mesmo foi melhor do que carros considerados mais nobres como Mercedes Classe C, BMW 325 E46, Audi A4, Rover 600, Peugeot 406 e Saab 9-3

Vejam o Video




Agora a geração do Vectra mais atual



Demais a evolução hein !

Santo NCAP!
Depois de 2001 ficou praticamente impossível morrer em um carro Europeu que já incorpora
as modificações sugeridas.

Ontem lendo um blog que achei interessantíssimo, o www.carroceria.blogspot.com, descobri
que o aço que os carros europeus são feitos é diferente. O que é usado no Brasil visa tornar
o processo de produção barato e é chamado de aço de baixo carbono. É chamado assim pois,
ele tem normalmente 0,05% de carbono em sua composição e sua características conferem
maleabilidade, resistência e dureza fazendo com que este material seja tão bom que até
economiza ferramental. Já na Europa é utilizado o aço Bake Hardening que é melhor para a 
segurança do habitáculo. Já era de se esperar isso...

Até o próximo post pessoal !



2 Comentários:

Roberto M. Certone disse...

Prezado blogueiro.

Esbarrei em em seus comentários sobre testes de crash tests de veículos vendidos no brasil, mas como trabalho na área, senti-me na obrigação de fazer uma correção.

Estes testes não são válidos para os carros produzidos aqui, infelizmente. Uma coisa é ser vendido no Brasil, outra coisa é ser produzido aqui.

Para te dar uma idéia, sendo bem simplista, o resultado de um crash test é 50% estrutura-projeto, 30% itens de segurança e 20% materiais empregados (como um todo, carroceria, motor, estrutura e ate mesmo acabamento).

Os carros produzidos no Brasil são inteiramente diferentes daqueles produzidos no exterior (salvo alguns pouquíssimos modelos que ainda são exportados).

Alguns projetos, como o do Punto e C3 são adaptados. Outros possuem o mesmo projeto, mas os materiais usados na construção da estrutura são mais "duros". O material usado na nas carrocerias tambem é diferente,assim como os plasticos de acabamento. Itens de segurança, em 99% dos casos são em menor quantidade (air-bags é o exemplo mais claro).

Nossos carros normalmente são testados em laboratorios das matrizes, mas os resultados não são divulgados.

Infelizmente, é nossa realidade.

Por isso, acredito que seria mais correto, se o título dos seus posts fossem alterados para algo como "veículos similares aos produzidos no Brasil".

Speed Boy disse...

Roberto, obrigado pelo comentário !

Eu citei em meu primeiro post sobre este fato de uma maneira bem simplória mas gostei de sua explicação. Eu deixei programados alguns posts sobre o tema até sexta feira, vou alterar o texto com os dados que você acabou de me deixar.


Citei no primeiro post da série onde eu falava mais sobre a segurança em acidentes entre carros de passeio e utilitários.

Abaixo o texto:

"Antes de ficarem felizes com os resultados, estas notas são dadas aos modelos vendidos na europa, sempre contando com o kit de segurança do fabricante. Air Bag duplo em 100% dos modelos, Airbag Laterais na maioria dos modelos, e outras parafernálias que ajudam na segurança ativa e passiva, o que influem muito nas notas.

A revista Pró teste fez uma reportagem sobre o FOX, e o modelo vendido no Brasil tirou 1 estrela e meia."


Ontem eu vi em um blog que acompanho sobre carrocerias, o www.carroceria.blogspot.com e justamtente tinha lido sobre o tipo de aço que é utilizado na fabricação. Infelizmente eu li que os carros feitos no Brasil usam aço carbono 0,05% e na Europa é utilizado um material conhecido como "Bake Hardening" que garante uma segurança muito maior ao celula de sobrevivência.

Realmente eu tinha a esperança de aparecer alguém da área aqui e falar que eu estava errado e que estava falando besteira, que os carros daqui são seguros e etc. Mas constato que a situação é pior do que eu imaginava.

Meu intuito na verdade é mostrar alguns crash tests comentando sobre a falta de segurança dos modelos nacionais e ilustrando que não ha divulgação deste tipo de material por aqui, nem um orgão preocupado em mostrar a realidade.

Se puder, continue acompanhando o blog e comente. Preciso da opnião de pessoas como você que são profissionais da aréa. Falarei amanhã sobre o Corsa B, e mostrarei um vídeo que foi exibido no site da revista Carros citando erroneamente que eram carros brasileiros.

Abraços!

Postar um comentário

Comente aqui sobre este post. Pode falar bem o mal, o blog é aberto !

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO